22 maio, 2009

a carochinha e os bad boys

A culpa é da carochinha... e dos irmãos Grimm, e do senhor walt disney e do La Fontaine... A culpa de nós cairmos na cantiga do bandido é toda das historinhas que nos contam em pequeninas. É da Bela por axar que o monstro é um tipo fantástico, apesar de ter garras e dentes pontiagudos. É da Cinderela por pensar que só um príncipe encantado a tira da vidinha de empregada a dias. É da Branca de neve por não fazer pela vida e ficar com um caroço entalado à espera que venha um tipo estupendo que o tire de lá. É da Pequena sereia por não se contentar em ter rabo de peixe. É da Minnie por ser um apêndice do rato mickey. É da Bela adormecida por não acordar para a vida. Até é do Capuchinho vermelho por se deixar comer pelo lobo mau de. É, no fundo, da Carochinha que depois de tanta esquesitice (ah porque é porco, ah porque é mau, ah porque tem espinha) acabou por escolher o parvo do joão ratão que de tanta chico-espertice caiu no caldeirão.
E é por isso que nós, parolas, gostamos é dos bad boys, dos brutos e com a mania, dos que dão luta e estimulam o intelecto ou o gosto ou o olfacto e o paladar...
Os outros, os tontinhos e bonzinhos e simpatéticos e amigos não desperam curiosidade. O que é uma pena. As dores de cabeça seriam bem menores.

beijos violeta borboleta

2 comentários:

Cristina disse...

No fundo, gostamos de sofrer, porque "sim"... porque nos vitimizamos, para logo de seguida nos vermos no papel de princesas. Somos mesmo assim... e para mudar - já começa a ficar tarde!

Maryposa disse...

cris: e a culpa é de quem? lá está, da caroxinha!!